A verdade é que muitas vezes até para nós adultos fazer o luto de uma pessoa amada é complicado.

Dependendo da circunstância do falecimento ou mesmo de outras questões, a situação pode ser mais previsível (em caso de idade avançada) ou mais surpreendente (no caso de um acidente).

No caso de uma situação previsível vamo-nos preparando ao longo do tempo para a partida dessa pessoa.

Aproveitamos todo o tempo que podemos para estar presentes e fazê-la sentir-se especial enquanto está connosco. Embora continue a ser difícil, é uma situação que faz parte da vida e acabamos por nos conformar e fazer o luto de forma mais leve.

No entanto, quando se trata de uma situação inesperada, é-nos completamente impossível aceitar a realidade.

Assim, como ajudar o seu filho a fazer o luto de alguém independentemente da forma como a pessoa partiu?

Como ajudo o meu filho a fazer o luto de alguém que já partiu?O nosso artigo na Revista Crescer

Já sabe que temos uma parceria com a Revista Crescer onde publicamos com frequência alguns artigos nossos?

Um desses artigos foi “Como ajudo o meu filho a fazer o luto de alguém que já partiu? ”, no qual abordamos diversas questões, nomeadamente:

  • A importância de abordar desde cedo o tema da morte
  • A importância do processo de luto
  • A criança deve ir a um funeral?

Se quer saber um pouco mais sobre esta temática, leia o artigo e esclareça as suas questões.

Se ficar com alguma dúvida, fale connosco. Temos todo o gosto em ajudar.