Longe vai o tempo em que um animal de estimação era simplesmente um “animal de estimação”.

Hoje em dia, ter um cão ou um gato, é ter um membro da família, um melhor amigo, um companheiro de aventuras.

Na verdade, só diz “ah mas é só um cão (ou um gato)” quem nunca teve o prazer de ter um cão na sua vida. São os anos mais felizes e de maior companheirismo que poderá ter.

O maior problema associado a ter um animal de estimação é que ele não vive tantos anos como nós.

Então, existe uma grande probabilidade de ter de explicar a uma criança a morte do seu melhor amigo e companheiro de aventuras.

Se nem para nós adultos é simples explicar e lidar com esta dor, como será que conseguimos explicar isto a uma criança? Mas, ao fazê-lo podemos estar a ajudá-las a perceber todo o contexto associado à perda.

A perda de um animal de estimação ajuda as crianças a perceberem o que é a morte – O nosso artigo na Revista Crescer

Já sabe que temos uma parceria com a Revista Crescer onde publicamos com frequência alguns artigos ou entrevistas nossas?

Uma dessas entrevistas à nossa psicóloga Carla Pereira foi acerca do tema “A perda de um animal de estimação ajuda as crianças a perceberem o que é a morte” na qual abordamos diversas questões, nomeadamente:

  • A importância de abordar desde cedo o tema da morte
  • Processo de luto no caso de perda de um animal de estimação
  • Como ajudar a criança a superar esta perda

Se quer saber um pouco mais sobre esta temática, leia o artigo e esclareça  as suas questões.

Se ficar com alguma dúvida, fale connosco. Temos todo o gosto em ajudar.

Receba os nossos artigos

Dados Pessoais:

Seleccione o(s) seu(s) interesse(s):

Os seus dados não serão transmitidos a terceiros