Ano novo, vida nova!

Adoção
30/04/2017
As crianças têm direito a…
30/04/2017

Artigo publicado no Portal Inspire Saúde

Autores: Psicóloga Carla Pereira e Terapeuta Ocupacional Margarida Sabino

Com a chegada do novo ano muitos de nós fazemos planos de mudança para a nossa vida. Fazer uma dieta, começar a frequentar o ginásio, deixar de fumar, procurar um novo emprego, fazer uma viagem há muito desejada são apenas alguns dos exemplos mais comuns de resoluções de ano novo.

É evidente que a motivação para a mudança aumenta significativamente nesta altura do ano mas é também verdade que para muitas pessoas essa motivação não se concretizará em mudança, permanecendo apenas uma ideia ou desejo que se renova a cada ano…

O que é então preciso para que a verdadeira mudança ocorra?

Em primeiro lugar é importante definir quais os aspetos que gostaria de mudar para melhorar o seu bem estar físico e psicológico. Trace objetivos específicos e um plano concreto de como poderá alcançar esses mesmos objetivos. Por exemplo, dizer que pretende perder peso não basta, é preciso definir qual o peso desejado, adotar uma dieta adequada, realizar exercício físico com regularidade, entre outras estratégias. É também importante não planear grandes mudanças, mas sim pequenos “passos de bebé” que se possam ir atingindo de forma gradual. Quanto maior a mudança planeada, e mais distante estiver a meta desejada, maior o risco de se desmotivar e abandonar o seu objetivo.

Uma outra estratégia que poderá ajudar a aumentar a sua motivação é procurar o apoio de outras pessoas. Poderá, por exemplo, recorrer à ajuda de um amigo, familiar ou até mesmo um profissional, se estivermos a falar de mudanças relacionadas com a sua saúde. O apoio dos outros será importante na medida em que eles irão monitorizar os seus comportamentos, alertando-o quando se desvia do plano, e irão também validar os seus sucessos. O reconhecimento por parte dos outros é muito importante para que se mantenha motivado e comprometido com a mudança.

Para que permaneça no plano traçado deverá encarar a mudança de forma rigorosa e com empenho, contudo, não seja demasiado crítico ou exigente consigo próprio, pois ao mínimo deslize poderá desmotivar-se e abandonar o seu plano inicial.

Há ainda outro aspeto fundamental para que as resoluções de ano novo se transformem em mudanças reais. É necessária uma gestão equilibrada do tempo. Uma gestão equilibrada do tempo não significa agendar o mesmo número de horas para cada um dos seus trabalhos e atividades pessoais, isso seria pouco realista. Mais…o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é diferente para cada um de nós, pois este está intrinsecamente ligado às nossas prioridades e existirão momentos em que a vida familiar ou pessoal colidirá com o trabalho e terá de fazer escolhas. No entanto, é fundamental definir rotinas e organizar a sua agenda de forma a que reste tempo de qualidade, tempo para cuidar de si.

Porque não criar um plano estruturado para cada dia? Use a sua agenda e planeie com antecedência, pois esta organização permite-lhe saber com o que pode contar, monitorizar as suas tarefas em casa e no trabalho. Mesmo que não consiga cumprir tudo saberá o que lhe falta e conseguirá ajustar o planeamento dos dias seguintes para concretizar as tarefas.

Simultaneamente, deverá criar rotinas diárias. A previsibilidade das rotinas permite-nos sermos mais eficientes e sentirmos que temos o nosso dia sob controlo. A rotina é igualmente importante para a sua família. Os seus filhos beneficiam de um ambiente bem ordenado e previsível, onde as rotinas diárias, tais como o chegar e sair, as refeições, o horário do sono e o banho são tratadas de forma consistente por si. As rotinas diárias bem estabelecidas oferecem oportunidades para que os seus filhos possam aprender mais sobre si mesmos e trazem uma sensação de estabilidade. Mas…uma boa rotina atende às necessidades de todos os membros da família, não só às dos seus filhos, mas também às suas! Inclua nessa rotina diária momentos para si e que lhe permitam relaxar e aliviar a tensão e o stress. Enquanto que para alguns será a prática de exercício físico, para outros poderá ser ler, escrever, ou mesmo um momento de silêncio deitado no sofá…seja o que for melhor para si, o importante é que descubra o que o faz relaxar!

Se a sua vida é excessivamente cheia e complexa demais, terá pouco tempo para o que realmente importa. Por isso, simplifique a sua vida retirando do seu dia-a-dia aquilo que não é a sua prioridade e/ou que não é realmente útil para si. Simultaneamente, arranje estratégias que rentabilizem o tempo e facilitem as rotinas (ex. deixe a roupa preparada na noite anterior, se tem 30 minutos de espera até que os seus filhos saiam da escola é a altura ideal para tratar dos emails que ficaram pendentes).

Dê significado e retire prazer em cada um dos meus quatro quadrantes da vida (trabalho, família, amigos e você mesmo), use estratégias para tornar o seu dia-a-dia mais eficiente e equilibrado e aproveite ao máximo o ano que chegou!